Terça, 30 de Novembro de 2021
87 996048999
Senado Federal Senado Federal

Senado celebra os 75 anos de fundação do jornal paraense O Liberal

Os 75 anos de fundação do jornal paraense O Liberal, completados em 15 de novembro, foram celebrados em sessão especial do Senado nesta terça-feira...

23/11/2021 15h40
15
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Paulo Rocha e Zequinha Marinho ouvem o presidente-executivo do Grupo Liberal, Ronaldo Maiorana (Telão) - Pedro França/Agência Senado
Paulo Rocha e Zequinha Marinho ouvem o presidente-executivo do Grupo Liberal, Ronaldo Maiorana (Telão) - Pedro França/Agência Senado

Os 75 anos de fundação do jornal paraense O Liberal, completados em 15 de novembro, foram celebrados em sessão especial do Senado nesta terça-feira (23). Autor do requerimento para a homenagem, o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) mencionou o papel de destaque que o veículo sempre ocupou no horizonte de interesses do leitor paraense. Para o parlamentar, até hoje a publicação combina notícia e opinião, “criando um senso de comunidade e identidade cultural muito caro ao público local”. 

— Prova disso é que, mesmo em plena era digital, o jornal segue sendo prestigiado por um exército de leitores fiéis e assíduos. Perfeitamente adaptado pelo novo ambiente tecnológico trazido pela internet e pelas redes sociais, O Liberal permanece na condição inconteste de protagonista do seu tempo, lançando reflexões inquietantes sobre temas de impacto na sociedade, sem jamais abrir mão da qualidade da escrita, do aprofundamento dos assuntos e da indispensável credibilidade — avaliou. 

Desenvolvimento humano e político

Gráfico por formação, o senador Paulo Rocha (PT-PA) elogiou a iniciativa de Zequinha Marinho e relatou que a relação dele com O Liberal “é intensa, desde jovem”. Ele disse ter conhecido os atuais diretores ainda novos, “aprendendo a força do empreendedorismo que trazem na veia”. Paulo Rocha considerou fundamental o papel exercido pelo jornal no desenvolvimento humano e político da região Norte e do país. 

— Só sendo um grande grupo empreendedor, para ter essa força de independência perante os poderes públicos e para não depender do poder político de plantão. O Liberal tem essa pujança. Venho hoje, como senador, prestigiar a sessão e reconhecer o valor que ele tem para a história do Pará e da Amazônia. O grupo merece essa homenagem. 

Novas tecnologias

Diretora comercial de O Liberal há mais de 40 anos, Rose Maiorana reconheceu a necessidade de mudanças impostas pelas novas tecnologias. E disse que as inovações implantadas nos últimos anos tornaram a empresa multiplataforma e “motivo de orgulho”. 

Para a diretora de vendas de O Liberal, Aline Viana, “jornalismo é a base de tudo”. Ela ressaltou que o veículo tem trabalhado em cerca de 25 novos projetos com base na inovação e performance, mas sempre mantendo a credibilidade. 

— Quero agradecer ao Senado por esta homenagem e à família Maiorana, por esse legado, essa firmeza. Fazer jornalismo é um grande presente, mas, também, um grande desafio, especialmente nos tempos atuais, com tantas fake news. Um tempo em que a sociedade mais precisa de um jornalismo real e um trabalho com credibilidade e curadoria. 

Agradecimento

O Liberal foi fundado em 1946. Inicialmente, o jornal circulava às 16h, com apenas quatro páginas. Em 1966, o empresário Romulo Maiorana comprou o veículo. Atual presidente executivo do grupo, Ronaldo Maiorana agradeceu aos senadores pela cerimônia, mencionando o compromisso do Congresso Nacional para tratar dos assuntos de interesse do país. 

— Somos um jornal democrático em todos os aspectos políticos, e aberto ao contraditório. O Liberal foi criado para mostrar [por exemplo] o que é a Amazônia, com seus defeitos, qualidades, IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] muito baixo em algumas cidades. Somos um veículo que trabalha com pilares como o do pluralismo, dando voz a quem não tinha — declarou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.