Terça, 30 de Novembro de 2021
87 996048999
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão debate projeto que amplia vacinação contra HPV

Michel Jesus/Câmara dos Deputados  Para Chris Tonietto, o assunto precisa ser amplamente discutido A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da...

23/11/2021 19h30
13
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
 Para Chris Tonietto, o assunto precisa ser amplamente discutido - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
 Para Chris Tonietto, o assunto precisa ser amplamente discutido - (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta quinta-feira (25) para discutir o Projeto de Lei 4924/16, que inclui homens e mulheres de 9 a 40 anos como beneficiários da vacina contra o HPV (papiloma vírus humano). A proposta está em análise na comissão.

Desde 2014, a vacina contra o HPV, que é transmitido sexualmente, é fornecida gratuitamente pelo SUS a meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14, com o objetivo prevenir os cânceres de colo do útero, vulva, vagina, pênis, ânus, boca e orofaringe.

O debate atende a requerimento da deputada Chris Tonietto (PSL-RJ). "Uma vez que as vacinas que se buscam incluir no calendário nacional de vacinação têm sido objeto de discussão, sobretudo devido à gama de efeitos colaterais graves que algumas delas vêm causando, tendo sido intentada, inclusive, uma ação civil pública visando sua proibição, imprescindível ampliar-se o debate em torno do tema com a presença de participantes detentores de notório saber", diz a deputada.

Ela informa que na ação civil pública em questão, o Ministério Público Federal em Uberlândia (MG) aponta que “não foram realizados estudos que comprovem a eficácia ou apontem os efeitos colaterais da vacina”. "Motivo suficiente para se fomentar toda sorte de debates no sentido de ser ou não a vacina segura e se cabe sua aplicação compulsória sem a devida comprovação de que não oferece risco à população que será afetada pela modificação legislativa proposta", diz.

Convidados
Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
- o procurador da República Cléber Eustáquio Neves;
- a médica Maria Emília Gadelha Serra;
- o neurocirurgião Elcio Machado;
- a presidente da Associação Brasileira de Vítimas de Vacinas e Medicamentos (Abravac), Edilene dos Santos; e
- a vice-presidente da Abravac, Bruna Alita.

A audiência está marcada para as 10h30, no plenário 14.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.